11 de abril de 2018

Tudo sobre o Pe. Antônio Vieira e sua época

J. Lucio D'Azevedo
Tomo I - Edição de 1918 - 409 págs
Tomo II - Edição de 1920 - 418 págs
(Lisboa)



ÍNDICES

TOMO I
Explicação prévia
Primeiro período. O Religioso
Segundo período. O Politico
Terceiro período. O Missionário
Apêndice
1. Ascendência de Antonio Vieira
Assento de baptismo
Investigação de sangue pelo Santo Ofício
Empregos de Christovam Vieira Ravasco
2. Missão a Roma
Instrução diplomática
Carta para o Padre Antonio Vieira
3. Missões
Sobre o que pedem os religiosos da Companhia de Jesus que vão para o Maranhão
4. Inquisição
Denúncia sobre os jesuítas
5. Sobre o caso do Índio Copauba
Petição dos índios de Maracanã
Carta do Governador D. Pedro de Mello a Antonio Vieira
6. Revolta no Maranhão
Representação à Camara
Carta do Governador
Relatório do Ouvidor Geral
Rol de documentos
7. Sobre o Padre João de Almeida

GRAVURAS
Retrato de Antonio Vieira
A Bahia no tempo das guerras holandesas


TOMO II
Quarto período. O vidente
Quinto período. O revoltado
Sexto período. O vencido
Apêndice
1. Documentos relativos ao processo
Escrito de Nicolau Bourey sobre as Esperanças de Portugal
Requerimento
Proposições submetidas aos qualificadores
Retratação
Rol das custas
Petição de indulto
Provisão
Termo
Defeitos do juízo, processo e sentença
lnformationes pro causa Patris Antonii Vieira
2. Cartas de Roma
Trechos das dirigidas a D. Rodrigo de Meneses
Trechos das cartas ao Padre Manoel Fernandes
3. Escritos satíricos contra Vieira
Carta de Jeronymo Corrêa Sarrapante
Carta satírica de D. Feliciana
Engano judaico contra o desengano católico
Quem é o Padre Vieira e os seus procedimentos
4. Missões
Carta para a Província do Maranhão
Carta a certo fidalgo
5. Morte do Alcaide mór da Bahia
Relatorio
Carta a Roque da Costa Barreto
6.Família de Antonio Vieira
Documentos sobre: Christovão Vieira Ravasco
Bernardo Vieira Ravasco
Maria de Azevedo
lgnacia de Azevedo
Quadro genealógico
7. Clovis prophetanam
 Resumo pelo Padre Carlos Antonio Casnedi
8. Notícia bibliográfica
9. A tradição
Anedotas sobre Antonio Vieira

GRAVURAS
Coimbra no século XVII
Lisboa no seculo XVII
Carta ao Conde de Castelmelhor (fac:-simile)

ÍNDICE GERAL

ERRATAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo