9 de julho de 2016

Una, Santa, Católica e Apostólica

Mons Tihamer Tóth
Edição de 1942 - 268 págs



ÍNDICE

I — Que é a Igreja?
I — A Igreja é Cristo continuando a viver entre nós
II — A Igreja é a esposa de Cristo
III — A Igreja é o corpo místico de Cristo
II — A Igreja de Cristo é una
I — As marcas da Igreja de Cristo
II — A Igreja Católica é una
III — A Igreja de Cristo é santa
I — O ideal moral da Igreja é santo
II — Os meios empregados pela Igreja Católica são santos
III — Há santos entre os membros da Igreja Católica
IV — A Igreja de Cristo é católica
I — Cumpre que a Igreja de Cristo seja católica
II — Que significa a catolicidade da Igreja
III — O que não significa a catolicidade da Igreja
V — A Igreja de Cristo é apostólica
I — Que entendemos pela apostolicidade da Igreja
II — Dificuldades conexas à apostolicidade da Igreja
VI — "Tu és Pedro..."
I — Cristo fundou o Papado
II — Com que intuito fundou Cristo o Papado?
III — A nossa veneração pelo papa
VII A infalibilidade do papa
I — A infabbilidade é um dom de Cristo
II — A infalibilidade decorre dos fins da Igreja
III — O que não significa a infalibilidade do papa
VIII — A coroa de espinhos do papa
I — “A solicitude de todas as igrejas”
II — " Quem é fraco que eu não seja fraco também?”
III — O papa perseguido
IX — O Papado na balança da História
I — O papa e o cristianismo
II — Os papas e a civilização
X — Salve, Roma santa!
I — É em Roma que pulsa o coração da Igreja
II — É em Rma que vive o chefe da Igreja
XI — O semblante terrestre da Igreja
I — O duplo semblante da Igreja
II — As páginas lamentáveis da história da Igreja
XII A intolerância da Igreja
I — A "intolerância” da nossa igreja para com as outras religiões
II — A intolerância da nossa Igreja para com seus próprios fiéis
XIII O " mundanismo" da Igreja
I — O brilho exterior e a riqueza da Igreja
II — O brilho das nossas cerimônias
XIV ­Os méritos da Igreja (I)
I — A Igreja é a guardiã do ensinamento de Cristo
II — Os méritos da Igreja na defesa da ordem moral
III — Os méritos da Igreja no mundo social
XV — Os méritos da Igreja (II)
I — A Igreja e a civilização
II — A Igreja e a ciência
III — A Igreja e as artes
XVI — Os sacerdotes da Igreja (I)
I — O culto do sacerdócio
II — Cristo fundou o sacerdócio
III — Por que instituiu Cristo o sacerdócio?
XVII — Os sacerdotes da Igreja (II)
I — O amor das almas
II — Responsabilidade perante o Pastor supremo das almas
XVIII — A Igreja perseguida
I — As perseguições contra a Igreja
II — A divina Providência e as perseguições
XIX — A Igreja invencível
I — Por que é que a Igreja é invencível?
II — Quais são as lições da invencibilidade da Igreja?
XX — Sou católico
I — Tenho uma consciência católica
II — Obedeço à minha Igreja
III — Amo a minha Igreja

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo