4 de setembro de 2015

Do Santo Educador... Leituras Católicas No. 596

Nos Guia à Pureza
Sacerdote Vicente Sinistrero
Livro de 1949 - 157 págs


Dom Bosco é o autor destas páginas...
Ninguém ignora como D. Bosco haja sido uma das mais queridas figuras de Santo Educador, desses que arrebataram os séculos cristãos suscitando por toda a parte um amor profundo, graças à paternidade solícita com que conquistava os jovens fazendo-os filhos carinhosos.
Uma das mais arrebatadoras inclinações desse espírito tão divinamente comunicativo era sem dúvida a de manifestar aos seus filhos, todos os intentos e todas as vicissitudes da própria existência com um candor infantil e sublime que transformava as suas íntimas confidencias numa fonte de sugestivas elevações.
Bem o compreenderam seus filhos desde os primeiros anos de convivência e por isso não vacilaram em anotar com terno cuidado os místicos tesouros que fluíam dessa perfumada intimidade.
É a filial premura dos primeiros salesianos que somos devedores dos muitos milhares de páginas que contém o pensamento genuíno do Santo. Nestas páginas oferecemos um ramalhete desses tesouros a respeito de um assunto que a D. Bosco era tão querido como a própria alma. Apresentamo-los à reflexão daqueles que se sentem atraídos pela nostalgia do Infinito.
Note-se que embora os pensamentos e as palavras sejam realmente de D. Bosco, a roupagem é daqueles que escreviam tudo o que ouviam do Santo Educador, sem o pesadelo da forma literária mas com a veemente intenção de assimilar e difundir o vital alimento que neles encontramos.
Nestas páginas encontraremos portanto viva e palpitante a alma de D. Bosco. Ninguém no entanto espere vir procurar aqui D. Bosco escritor.
Começando a admirar com a mais comovida fantasia essas visões fulgurantes de Anjos e de Virgens que como lírios palpitantes trescalam na presença do Esposo Celeste o perfume capitoso da sua ardente espiritualidade, fugindo da menor mancha que seja, sentimo-nos atraídos pela alma angélica de D. Bosco que fazia brilhar tais visões aos olhos cintilantes dos filhos e que hoje nelas nos apascenta, inefavelmente arrebatado em eterna contemplação.
Revivemos então suas cuidadosas admoestações e nos mergulhamos na onda dos seus conselhos sentindo bem que Ele mesmo palpita em cada palavra sua e que por este meio nos encoraja e nos ergue ao Céu que conquistou, Céu limitado pelo amor e pela luz.
Ele que viu em sonho as milhares de almas que subiam ao Céu com Ele e mediante Ele, mergulhado em júbilo embriagador impregne quem ler estas suas Palavras naquela misteriosa atração com a qual lutaremos pela posse da Luz cheia de Amor onde com seu espírito sublimado em Deus, D. Bosco vive, exulta e canta por todos os séculos.
Alassio, 31 de janeiro de 1939
Dia da entrada de D. Bosco no Céu
Sacerdote Vicente Sinistrero


Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo