1 de abril de 2014

São Bernardo de Claraval e sua Família

Crônica de uma Família
Pe. M. Raymond, O.C.S.O.
Livro de 1964 - 366 págs

Nesta obra dará com uma história da qual você nunca ouviu falar. Calhando maravilhosamente como base de romance, enquanto fato, prova com assaz proeza que jamais houve uma história tão sem igual.
Trata-se de uma família constituída por sete homens fortemente animados pela alegria de viver e pelo amor de lutar, e por duas mulheres imbuídas de sentimentos não menos ardorosos dos prazeres da vida, sobrepujando os sete em esperteza e sociabilidade.
Estas suas vidas introduziram-nos no seio de todas as classes da humanidade. Papas, Reis, Cardeais, Diplomatas, Santos e pecadores tornavam-se, no decorrer dos anos, amigos ou inimigos desta família genial.
Armou cerco a grandes cidades e até mesmo deu show perante os grandes da terra e, como um furacão, unida, esta família arvorou-se contra o maior sítio e fabuloso show de sua vida. Toda riqueza, toda honra e fascinação foram descartadas — esta família constituiu-se contra o mundo.
~ * ~
SUMÁRIO
Introdução
PARTE I
OS PAIS
O velho Guerreiro - Venerável Tecelino
A Mãe que chegou a ser santa - Beata Alice

PARTE II
OS IRMÃOS MAIS VELHOS
O irmão mais velho de Bernardo - Beato Guido
O homem de idéia fixa - Beato Geraldo

PARTE III
BERNARDO
O homem que se enamorou de Deus -  São Bernardo

PARTE IV
OS IRMÃOS MAIS NOVOS
Colaboradora no serviço de amor - Beata Umbelina
O homem que guardava a entrada - Beato André
O homem sem artifícios - Beato Bartolomeu
O pobre menino rico - Beato Nivaldo

~ * ~

[...] Gostaria de concluir estas reflexões sobre São Bernardo com as invocações a Maria, que lemos numa sua bonita homilia. "Nos perigos, nas angústias, nas incertezas – diz ele – pensa em Maria, invoca Maria. Que ela nunca abandone os teus lábios, nem o teu coração; e para obteres a ajuda da sua oração, nunca esqueças o exemplo da sua vida. Se a segues, não te podes desviar; se lhe rezas, não te podes desesperar; se pensas nela não podes errar. Se ela te ampara, não cais; se ela te protege, nada temes; se ela te guia, não te cansas; se ela te é propícia, alcançarás a meta..." (Hom. II super "Missus est", 17:  PL 183, 70-71).
Por Bento XVI
~ * ~
Sua devoção para com a Virgem Maria era incomparável. Quando estava na Alemanha, na catedral de Spira, ajoelhou-se por 3 vezes dizendo: Ó Clemente; Ó Piedosa; Ó Doce Virgem Maria!, invocações que foram acrescentadas ao final da oração Salve Rainha.

2 comentários:

Maya disse...

Boa noite! Paz e Bem! O link deste download abre uma pagina que nao dá opção para baixar o arquivo. Sabe me dizer se este arquivo ainda esta disponivel.
Grata,

Alexandria Católica disse...

Salve Maria, Maya!!

O link foi retificado!

Agradeço o aviso,

Saudações!

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo