21 de julho de 2012

A Mulher Cristã - Livro de 1885

desde
o Nascimento até a Morte
Estudos e Conselhos
por
Mme. M. de Marcey
Obra Especialmente Recomendada pelo Episcopado Francês
Livro de 1885 - 457 págs



Ao Leitor Português

A regeneração da sociedade está sem dúvida reservada a mulher. Quando ela, profundamente compenetrada da grande missão que lhe confiou o Cristianismo, a desempenhar plena e conscientemente, a família recobrará as perdidas virtudes e, como necessária consequência, a humanidade degenerada se erguerá do abatimento cheia de vida e robustez.
Ora, entre as numerosas obras que até hoje se tem publicado sobre o melhor modo de cumprir a mulher a sua nobre e sublime tarefa no mundo, talvez não haja outra que reúna, como a presente, a profundeza o solidez da mais sã doutrina ao atrativo e interesse na maneira de expô-la — a instrução à amenidade o recreio, como bem diz o tradutor espanhol.
Nela se traçam, com tanta novidade como delicadeza, os deveres e obrigações da mulher conforme os diferentes períodos da idade o as diversas fases e circunstâncias da vida, guiando-a como pela mão, por meio de sábias máximas e prudentes conselhos, para que preencha dignamente o sou magnífico apostolado na família o na sociedade, chegando a ser modelo das filhas, esposas e mães e a exercer e aplicar às necessidades sociais a sua benéfica influencia na esfera mais elevada.
Não há situação d’alguma importância na existência humana, que esta obra não ofereça meio de resolver ou dirigir a um fim louvável e generoso, excitando, sob este ponto de vista, o interesse do leitor muito mais vivamente que as obras de pura imaginação, pois que interessa à sua felicidade e à da sua família.
E tudo isso se acha exposto com tal suavidade e viveza de colorido nos quadros que se bosquejam, com tanta riqueza de imagens e de poesia e, tal esplendor e magia de estilo, que realçam extraordinariamente o interesse que causa a sua leitura. Pena é que a versão desmereça da beleza do original.
A autora, sem desconhecer os privilegiados dotes intelectuais do seu sexo, faz consistir o seu principal merecimento o os meios mais eficazes para o seu triunfo na amabilidade, na prudência, na caridade, na doçura, na abnegação e em todas essas nobres e heroicas virtudes e qualidades que são o seu mais belo adorno e que constituem toda a sua força.
Esta obra, verdadeira mente digna de todas as pessoas ilustradas, acha-se além disso enriquecida de uma preciosa condição, contendo quase todo o melhor que tem escrito sobre esta delicada matéria os autores mais celebres, Chateaubriand, Lacordaire, Bossuet, o P. Ventura, o abbade Cambalot, o Cardeal de Bonald, Augusto Nicolas, etc, etc.
Não é, pois, de admirar que alcançasse os mais brilhantes elogios do Episcopado francês, como se vê das seguintes aprovações que julgamos conveniente dar a conhecer na sua integra: [...]


ÍNDICE

Ao Leitor Português

Prefácio

Introdução

Parte Primeira
Capítulo I - Primira Infância
Capítulo II - Idade da Razão
Capítulo III - Adolescência
Capítulo IV - Juventude

Parte Segunda
Capítulo I - A Menina Soteira
Capítulo II - A Jovem Esposa
Capítulo III - A Mãe
Capítulo IV - A Mulher ao Declinar da Vida
Capítulo V - A Velhice

Epílogo



OBS.: O arquivo teve que ser dividido em várias partes devido ao tamanho estabelecido para cada upload do porta-arquivos.

A paciência é uma virtude muito recomendada!


Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo