17 de abril de 2012

Notas para conhecer a Verdadeira Fé

São Vicente de Lérins
33 págs



O AUTOR


  Sabemos pouco sobre a vida de São Vicente de Lerins. Foi um Padre da Igreja do século V. Possuem-se escassos dados sobre sua vida; apenas os de uma breve notícia que lhe dedica o marselhês Genádio (De viris illustribus, 64; PL58,1097-98) e os que se desprendem de sua obra mais importante: o Comonitório. Era de origem francesa, ainda que se ignore seu local de  nascimento e onde passou sua vida, somente que, se fez religioso uma vez "afugentados os  ventos da vaidade e da soberba, aplacando a Deus com o sacrifício da humildade cristã".

Teve  um passado tempestuoso, como parece deduzir-se de certa alusão que faz em um de seus  livros? Não é seguro, possivelmente a ênfase que põe em suas palavras deve-se pôr em conta  a severidade com que os santos costumam julgar-se a si mesmos. O que sim é indubitável é  que foi um homem muito douto nas Escrituras e nos dogmas e com profundos conhecimentos  das letras clássicas. Sacerdote no mosteiro da ilha de Lerins (chamada hoje de São Honorato),  como o pseudônimo de Peregrino compôs um tratado contra os hereges. Genádio narra  também que é autor de outra obra de tema análogo, cujo manuscrito foi roubado, e que  elaborou um breve resumo, que foi conservado. Morreu no reinado de Teodósio e Valentiniano, pouco antes de 450. O Comonitório foi escrito três anos depois do Concílio de  Éfeso, ou seja, em 434. Somente duas obras lhe são atribuídas com certeza: O  Commonitorium primum, cujo título mais antigo é "De Peregrino em favor da antiguidade e  universalidade da fé católica contra as profanas novidades de todos os hereges", e o  Commonitorium secundum, recapitulação do livro que foi roubado. Lhe é atribuído também  uma outra entitulada "Objectiones lerinianae", cujo conteúdo conserva Próspero de Aquitana  (Pro Augustino responsiones al capitula objectionum vicentianarum: PL 51,177-186), e um  florilégio de frases de Santo Agostinho concernentes ao mistério da Santíssima Trindade e da Encarnação, que conserva o Cód. 151 de Ripoll sob o seguinte título: "Excerpta sanctae  memoriae Vicentiilirinensis insulae presbyteri ex universo beatae recordations Augustini in  unumcollecta." 

O COMMONITORIUM

  Este pequeno livro, cheio de vigor e ciência, tem atraído a atenção dos estudiosos sobretudo a  partir do século XVI, e suas afirmações têm sido levadas em conta nos momentos de confusão  doutrinal, desde as polêmicas entre protestantes e católicos do séc. XVII até a crise  modernista, porque nele se encontra um excelente testemunho cristão e resposta ante os  riscos do ceticismo e do relativismo teológico. Com efeito, os temas chave do tratado são:  fidelidade à Tradição e progresso dogmático. O Comonitório é um dos livros que mais história tem deixado sobre si. Hoje passam de 150 edições e traduções em diversas línguas. A palavra  Comonitório (Commonitorium), bastante frequente como título de obras naquela época,  significa notas ou apontamentos postos por escrito para ajudar à memória, sem pretensões de  compor um tratado exaustivo. Nesta obra, São Vicente de Lerins se propôs facilitar, com  exemplos da Tradição e da história da Igreja, os critérios para conservar intacta a verdade  católica. Não recorre a um método complicado. As regras que oferece para distinguir a  verdade do erro podem ser conhecidas e aplicadas por todos os cristãos de todos os tempos,  pois se resumem em uma excelente fidelidade à Tradição viva da Igreja. O Comonitório constitui uma joia da literatura patrística. Seu ensinamento fundamental é que os cristãos devem crer "quod semper, quod ubique,quod ad omnibus" - somente e tudo quanto foi crido  sempre, por todos e em todas as partes. 
  Vários Papas e Concílios confirmaram com sua autoridade a validade perene desta regra de fé.  Segue sendo plenamente atual este pequeno livro escrito em uma ilha da França, há mais de  quinze séculos.

9 comentários:

Glauber Ferreira - AMDG disse...

Excelente!
Obrigado Alexandria Católica. A Muito tempo tenho procurado essa Obra! =D

A_Católica disse...

Que bom que o blog lhe foi útil!!

Agradeça sim a Nossa Senhora :-]

Saudações!

No Exemplo da Igreja disse...

Pessoal essa é a obra original e completa. Pois eu tenho procurado esse livro e ele vem sempre com 86 ou 87 folhas está muito pequeno.

Anônimo disse...

Está com problema no link para baixá-lo. O Documento nao está disponível no 4 shared. Obrigada. Grata.

A_Católica disse...

Salve Maria!

Informo que este link não está com problemas e está disponível,

Saudações!

Alexandre Façanha disse...

Salve Maria!

o link não funciona, não está disponível

A_Católica disse...

Salve Maria, Alexandre!

O link está ativo, mas qual o problema encontrado?

joe disse...

Link não está funcionando

A_Católica disse...

Salve Maria, Joe!

Link retificado!

Saudações!

Postar um comentário

Qualquer quantia tem grande valor

http://alexandriacatolica.blogspot.com.br/2015/12/qualquer-quantia-tem-grande-valor.html

O SANTO DE AUSCHWITZ

Assim dizia São Maximiliano Kolbe:

"De muito boa vontade oferecemos leituras gratuitas a todos aqueles que não possam oferecer nada para esta obra, mesmo privando-se um pouco."

O que é ser um Benfeitor do Blog?

O que é ser um Benfeitor do Blog?
Clique na Imagem

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo

Agradeço aos amigos virtuais pelo selo